• urban-arts; urban-arts-ponteio; galeira-de-arte; quadros; quadros-decorativos
  • centenaria-madeira; madeira; wood; decoração; decor
  • templuz; iluminação; luz; pendente; abajur
  • casa-e-tinta; pintura; cor; decor; decoração; lojas-casa-e-tinta
  • paredes-descascadas; mperfeção-na-parede; descascar-paredes; paredes-cruas; toque-vintage; parede-natural
  • 6-itens-para-fazer-seu-decor-industrial; decor-industrial; estilo-fabril; cimento-queimado; cozinha-cinza; iluminação-de-trilhos; spots; tijolinho; tijolinho-aparente; tubulação-aparente, pendentes; estantes-aramadas
02 dez

O Essencial De Bom Gosto Neste Apê De 67 m²

Projetos | Interiores

Acho que trabalhar com liberdade, verba generosa e um grande projeto é fácil. Difícil é transformar um espaço reduzido num ambiente charmoso e funcional, desses que a gente queria pra nós ou para os filhos, rsrs. É o caso desse apê compacto.

O jovem escritório Nove Ponto Um Arquitetura, comandado por Tiago Queiroga e Maria Gabriela Belisário, em parceria com a arquiteta Juliana Gori, foi procurado por um também jovem empresário para fazer o seu apê de apenas 67 m² na Savassi, em Belo Horizonte. O pedido do cliente era que o projeto tivesse uma linguagem visual que fugisse do óbvio e uma ambientação que aproveitasse ao máximo o espaço. Dessa forma os arquitetos propuseram um layout que integrasse toda a parte social: cozinha, sala e terraço deixando os ambientes fluidos.

Para concretizar essa fluidez, uma grande sacada, na minha opinião, foi o uso de um sofá que se tornou o ponto central do projeto, não só pela cor ousada para esse tipo de móvel (rosa), mas principalmente porque seus encostos e braços móveis permitem a conversação de ambos os lados; no caso sala e terraço. No terraço também foi criado um ambiente de descontração com um sofá e banqueta que permitem um relaxamento ao fim dia diante do maravilhoso skyline de Belo Horizonte visto do 22° andar.

Para aproveitamento do espaço, na sala o painel em microtextura branca desenhado pelos arquitetos que abriga a TV é também um armário que serve de louceiro e rouparia. Outro ponto que destaco neste mesmo ambiente é a textura usada na parede lateral e sobre a qual foi aplicada uma tela; uma solução bonita e diferente que provocou um efeito interessante.

TAMANHO NÃO É DOCUMENTO

Mesmo com as dimensões reduzidas, este apresenta duas opções para a hora das refeições: a mesa interna, onde o charme recaiu em clássicos do design como a mesa Saarinen acompanhadas das cadeiras Cesca e do lado de fora, no terraço, onde as refeições ao ar livre podem ser feitas na à mesa em serralheria e tampo azulejado também desenhada pelos profissionais. Mais uma vez fugindo da obviedade, essa mesa é acompanhada de um lado por um banco e de outro por clássicas cadeiras escandinavas.

Ainda na parte social do apartamento, vale destacar o corredor de entrada. Para conferir um ar cenográfico, este se transformou em uma "caixa" escura com perfis lineares de iluminação no teto e paredes dispostos de maneira não convencional que realçam as obras de Davi Nascimento e Luana Vitra reforçando o ar de galeria.

Na suíte, nada de mirabolâncias, apenas o essencial de bom gosto; uma estante e um criado em serralheria, a cama de casal desenhada por Tiago e Maria Gabriela com gavetas na base e, para dar aquele toque "design" bem vindo, um pendente de Jader Almeida!

VEJA TAMBÉM: SOFÁ ROSA NA SALA

Fotos: Henrique Queiroga

VOCÊ PODE GOSTAR TAMBÉM
                     

 

 

INSTAGRAM
   Follow Me    ESTAMOS AQUI TAMBÉM