• camila-medrado; apê-de-avós-modernos; casa-de-vó; decoração-para-idosos; apartamento-sofisticado
  • joão-panaggio; casa-de-campo-em petrópolis; casa-de-campo; materiais-naturais; casa-de-fim-de-semana
  • studio-lak; reforma-da-área-social; decoração-de-estilo-eclético; design-moderno-brasileiro
  • carolina-gava; campos-de-golfe; canto-alemão; passa-pratos; madeira-de-demolição
  • mareines-arquitetura; casa-onda; arquitetura-paramétrica; casa-na-pedra; casa-diferente
  • paula-müller; cobertura-linear; cozinha-azul; reforma-completa; décor-praiano
  • phil-nunes; apartamento-modelo; apartamento-decorado; apartamento-compacto; estilo-praiano
20 out

Vila Angatu: paraíso privado à beira-mar (projeto premiado)

Projetos | Interiores | Podcasts Compartilhe no Whatsapp
casa-de-praia; arquiteta-eduarda-correa; projeto-premiado; casa-integrada; casa-na-bahia
Vila Angatu I Projeto: Eduarda Correa Arquitetura I Localização: Bahia, Brasil I Fotos: Estudio NY18

Angatu, palavra Tupi-Guarani para "bem estar, felicidade e alma boa" foi o nome escolhido para batizar este paraíso particular; uma casa magnífica integrada à Mata Atlântica que protege a Praia de Itacarezinho, um projeto premiado da arquiteta Eduarda Correa. Veja essa casa espetacular e sonhe, como eu.

Frequentadores do litoral sul da Bahia desde que se casaram, o casal, agora com filhos adultos e netos, decidiu concretizar o sonho de uma casa de praia nessa região que tivesse um design de interiores que representasse a beleza e a simplicidade da natureza, mas com o conforto, qualidade e sofisticação. Para realizar tal desejo, o escritório Eduarda Correa Arquitetura foi acionado. "As principais demandas dos clientes foram ambientes integrados; vista da floresta preservada ou da praia de todos os quartos; móveis resistentes à umidade, ar marítimo e luz solar; revestimentos fáceis de limpar e de pouca manutenção e, acima de tudo, uma casa que tornasse cada viagem à Bahia uma experiência inesquecível" conta Eduarda Correa que, para atendê-los, elegeu a natureza como protagonista e apostou numa arquitetura moderna que acolhe um design de interiores primoroso estabelecendo um diálogo sensorial e sofisticado.

UNIDADE, IDENTIDADE DÉCOR

Generosa em termos de metragem, distribuída por dois pisos, a unidade da casa foi determinada pela sutileza do revestimento escolhido que se repete em todos os cômodos. Os espaços se conectam e também convergem em pontos estratégicos, como o jardim central, por exemplo, que enquadra a paisagem. Mas esta unidade pode ser vista também em outros elementos, como os quartos com mesmo layout, materiais e revestimentos que se repetem sem, no entanto, nunca cair na monotonia.

DETALHES QUE FAZEM A DIFERENÇA

Os oito quartos desta casa são amplos, generosos e iguais. Iguais até certo ponto. Apesar de terem o mesmo layout, cada um tem a sua identidade expressa nos detalhes, como quadros e adornos, mas, principalmente, na cor: quarto amarelo, quarto laranja, azul, verde e vermelho. Já os bangalôs são em preto e branco. Como se isso fosse possível já que todos são lindos, o oitavo quarto se destaca. Ele é a colorida suíte master, a síntese de tudo, o quarto do casal que tornou esse sonho possível. No mais, todos os quartos, assim como grande parte desta casa (onde nada falta, nada sobra) possuem os mesmos acabamentos: piso de dekton, paredes revestidas com palha de banana e tecido artesanal, móveis de freijó natural, cortinas e estofamentos de linho. Na circulação da área íntima, os corredores de acesso aos quartos são revestidos com tala de dendê e palha de bananeira. Ponto para a brasilidade!

LAVABOS APAIXONANTES

A casa possui dois lavabos idênticos, simplesmente apaixonantes, com parede coberta por seixos rolados e espelho orgânico iluminado projetado pelo escritório. A bancada, também projetada pelo escritório, foi feita em madeira maciça certificada pelo designer Pedro Petry. Já a pia de madeira foi carbonizada para tornar-se mais resistente à água. Mantendo a unidade, as portas dos banheiros seguem o painel de circulação externa da casa que é inteiramente feito de tala de dendê.

NO ESTAR, ESTILO E CULTURA DIVERSOS "CONVERSAM"

Neste ambiente, o mobiliário minimalista permite que a obra de Vik Muniz se destaque mas converse com as flores de cerâmica das artesãs do Vale do Jequitinhonha e com a icônica poltrona Jangada de Jean Gillon. "Neste ambiente concorrido da casa, especificamos revestimento acústico monolítico no teto e para o piso de dekton elegemos o tapete feito sob medida pela marca espanhola Nani Marquina com material resistente à umidade. O sofá modular, as duas poltronas e o banco (todos da italiana B&B) são revestidos em tecido impermeável", conta Eduarda Correa e continua: "ao conjunto de mesas de centro, composto por uma mesa de travertino e duas mesas de madeira reaproveitada da Amazônia, adicionamos rodízios para facilitar a mobilidade. A estante também foi desenvolvida pela nossa equipe em pinho com tratamento autoclavado e coloração especial e nichos com iluminação LED. Já as portas do armário são de tecido de fibra natural com tramas vazadas para permitir a ventilação."

MOVIMENTO NA SALA DE JANTAR

Para acomodar a família numerosa e amigos, duas mesas iguais, projetadas por Jader Almeida, foram interligadas totalizam dezoito assentos. As cadeiras de madeira maciça, também do designer, possuem linhas orgânicas que revelam novas formas a partir de diferentes visadas. Ainda neste cenário, o aparador de Pedro Petry, também de madeira maciça certificada, foi fixado na parede e acima dele uma fotografia impressa em acrílico para resistir ao ar marítimo. Repare que, em contraponto ao cenário quase cartesiano, o conjunto de luminárias de alturas e tamanhos variados foi projetado para preencher o espaço aéreo e trazer movimento.

VARANDA DA PISCINA

A varanda da piscina tem forro translúcido e, para controlar a exposição ao sol, foi colocado um revestimento de tala de dendê seguindo os revestimentos internos. O sofá deste ambiente alterna entre ripas de madeira e metal e possui mesas integradas removíveis, para serem dispostas de acordo com a conveniência do usuário. O tapete é trançado em fibra à prova de intempéries. Detalhe: as luminárias no chão, iguais às da sala de jantar, mas em versão de piso que funcionam como lanternas à noite, são recarregáveis, não precisando de tomada elétrica.

ÁREA GOURMET PARA REFEIÇÕES AO AR LIVRE

A ideia na área gourmet foi criar um espaço amplo e confortável que pudesse ser utilizado para refeições ao ar livre. Toldos retráteis fecham o espaço em caso de muito sol ou chuva. Nesse ambiente, o balcão possui estrutura de dekton tipo aço corten e uma prancha de madeira maciça certificada que forma a parte superior e lateral. Projetado pelo escritório e executado pelo designer Pedro Petry, esse pranchão de 5 metros de comprimento e sem emendas teve que ser dividido ao meio para dar a impressão de que a peça estava realmente dobrada. O acabamento é em junta de canto com detalhes em marchetaria de madeira mais escura, fazendo referência às amarrações originais dos antigos móveis brasileiros.

PROJETO PREMIADO

Com tal magnitude e requinte de detalhes, o projeto Vila Angatu foi vencedor de dois prêmios no Concurso International Property Awards 2023 – 2024. Reconhecimento mundial de excelência, o Prêmio é aberto aos profissionais da área de todo o mundo e celebra os mais altos níveis de conquista por empresas que atuam em todos os setores da indústria imobiliária e de propriedades. O International Property Awards abrange projetos da África, Ásia-Pacífico, Arábia, Canadá, Caribe, América Central e América do Sul, Europa, Reino Unido e EUA. Os participantes são avaliados por uma equipe altamente qualificada e de renome mundial. Ter um projeto brasileiro premiado é uma honra para todos nós. Parabéns Eduarda Correa e equipe!

VEJA OUTRO PROJETO PREMIADO: CASA DO VALE ll, DE DAVID GUERRA

Fotos: Estudio NY18

VOCÊ PODE GOSTAR TAMBÉM
                     

 

 

INSTAGRAM
   Follow Me    ESTAMOS AQUI TAMBÉM