• a-de-arte
  • duas-coberturas-para-um-ape
  • tendencia-urban-jungle
  • um-projeto-especial-para-clientes-assiduos
  • quem-tem-medo-de-preto-na-cozinha
15 set

​Desafio: Projetar o Próprio Apê

Interiores

Penso que fazer a própria casa seja um dos maiores desafios que um arquiteto pode enfrentar. Mais até do que lidar com clientes difíceis, rsrs. É que o arquiteto tem que fazer escolhas ciente de todas as possibilidades que ficarão de fora. Já pensou? E foi assim com o Apartamento Pacman que NATÁLIA BOTELHO fez para viver com o maridão.

Antes de tudo quero esclarecer o que mais me chamou atenção quando chegou na minha caixa de entrada o e-mail com o seguinte assunto: Apartamento Pacman. Como assim? Isso não é um videogame dos anos 80? É sim, mas o nome que batizou o projeto da casa própria e uma vida a dois é uma homenagem dos proprietários, Natália e Gustavo, ao tal bichinho do game que trouxeram de viagem e que além de dar o nome ao apê inspirou também o desenho da estante Labirinto feito pela arquiteta e que hoje abriga a história e as lembranças das viagens que o casal faz.

Como o jovem casal é essencialmente urbano e sempre associou qualidade de vida a espaços públicos, carro na garagem, deslocamentos a pé, moradia menor e praticidade no dia a dia, escolheram para viver a Savassi, tradicional bairro de Belo Horizonte. O imóvel adquirido na planta sofreu algumas intervenções arquitetônicas, claro, afinal trata-se de uma arquiteta! Natália está à frente, junto com Paola Corteletti, do escritório Simples Arquitetura.

INTERVENÇÕES ARQUITETÔNICAS

Mas vamos às intervenções... O piso de porcelanato padrão da construtora, por exemplo, nem chegou a ser instalado dando lugar ao cimento queimado. Na sala, a laje de concreto aparente foi mantida e somente algumas áreas rebaixadas para esconder tubulações. A parede que dividia a área de serviço do escritório veio abaixo e os preciosos centímetros ganhos deram lugar a um armário linear com gavetões para roupa suja e sapateira, já que nesta casa só se entra descalço! Outras alterações arquitetônicas foram realizadas na cozinha e sala para aumentar a bancada do fogão. Os materiais escolhidos foram cimento queimado, concreto aparente, ferro oxidado e madeira de reflorestamento (pinnus). O resultado é bem contemporâneo, jovem e elegante.

Fotos: Henrique Queiroga


desafio-projetar-o-próprio-apê
A iluminação deste apê contemporâneo é da A.De Arte!
desafio-projetar-o-próprio-apê
A cristaleira de fundo pink tem desenho da arquiteta. E o pendente na lateral é da A. De Arte.
desafio-projetar-o-próprio-apê
A arquiteta criou um escorredor de pratos em frente a janela sobre a pia, executado em ferro e chapa perfurada e prateleiras e usou azulejos retrô. O fundo revestido em lousa preta faz cozinha mais divertida!
desafio-projetar-o-próprio-apê
O quarto do casal segue o mesmo conceito urbano com cimento queimado no piso e criados específicos e diferenciados!
desafio-projetar-o-próprio-apê
Em frente à cama, um armário estreito com 35 cm de profundidade abriga a penteadeira que tem porta basculante e esconde a "baguncinha" diária!

FICHA TÉCNICA

Projeto: Apartamento

Arquitetura: Arquiteta Natália Botelho / Simples Arquitetura

Localização: Belo Horizonte - MG.

Área: 95 m²

Conclusão da obra: 2017

VOCÊ PODE GOSTAR TAMBÉM
                     

 

 

INSTAGRAM
   Follow Me    ESTAMOS AQUI TAMBÉM